[ editar artigo]

Benefícios da terapia para o autodesenvolvimento

Benefícios da terapia para o autodesenvolvimento

 

Nosso país infelizmente, apresenta casos de depressão e ansiedade altíssimos, segundo dados recentes da OMS, o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo com maior prevalência nas Américas, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que têm 5,9% de depressivos. No Brasil esse problema afeta um total de 11,5 milhões de brasileiros. Nosso país é recordista mundial em prevalência de transtornos de ansiedade: 9,3% da população sofre com esse transtorno. Ao todo, são 18,6 milhões de pessoas.

Isso pode ser desencadeado por muitos e diferentes motivos. Prevenção é a melhor maneira de promover a qualidade de vida e a saúde mental e evitar esses transtornos. Investir tempo em terapia é investir em si mesmo.

Buscar auxilio psicológico de profissionais especializados ainda é um tabu na nossa sociedade. Algumas crenças podem estar relacionadas a isso, por exemplo, o receio de demonstrar fraqueza, falta de capacidade para lidar com problemas emocionais e até o medo de ser estigmatizado como “louco” ou desequilibrado por familiares e amigos. Precisamos desmistificar esses preconceitos. Cuidar da saúde mental é imprescindível para uma boa qualidade de vida.

Creio o desconhecimento é o principal vilão para iniciar um processo psicoterapêutico. As terapias psicológicas podem trazer muitos benefícios para o desenvolvimento pessoal, entre eles:

  • Autoconhecimento
  • Gerenciamento emocional
  • Melhora da autoestima
  • Lidar melhor com adversidades
  • Resiliência
  • Tolerância a frustração
  • Empoderamento
  • Reconciliação consigo mesmo e com seu passado
  • Melhora nos relacionamentos afetivos e sociais
  • Compreender melhor seus problemas e saber como resolve-los, entre outros aspectos

A Psicologia é uma ciência ampla e um dos seus pressupostos fundamentais é poder compreender e auxiliar o ser humano nos diferentes aspectos de sua vida. Recorrer à terapia é um ato de coragem e humildade. Coragem para encarar os aspectos negativos e positivos que virão desse aprendizado. Humildade para compreender que lidar com esses sentimentos será transformador a ponto de muitas mudanças positivas nos sentimentos, nas emoções e na vida como um todo de quem está disposto a embarcar nessa aventura nesse universo do autodesenvolvimento.

 

Referências

http://saude.estadao.com.br/noticias/geral,brasil-e-o-pais-que-mais-sofre-com-depressao-na-america-latina,70001676638

http://saude.abril.com.br/mente-saudavel/brasil-e-o-pais-mais-deprimido-e-ansioso-da-america-latina/

Aprimore Psicologia
Rodrigo Scialfa Falcão
Rodrigo Scialfa Falcão Seguir

Formado pela Universidade Mackenzie. Mestre em Esportes para Resolução de Conflitos pela Universitat Oberta da Catalunya. Especialista em Especialista em Terapia Comportamental e Cognitiva pela USP. Psicologia do Esporte pelo Inst. Sedes Sapientiae.

Ler matéria completa
Indicados para você